5 de julho de 2018

Ni No Kuni II: Revenant Kingdom 。:+*

Meus anjinhos, como estão?
Às vezes até tenho vergonha de aparecer aqui kkk.

Mais uma vez peço desculpa, mas como sabem o mês de Janeiro e de Junho são muito complicados para mim pois estou na época de exames/recursos e não tenho qualquer tempo livre para vir aqui escrever com calma. Mas as boas notícias é que estou de férias! Por isso já estou mais à vontade para escrever no blog. Infelizmente por causa dos exames não tive tempo para participar no passatempo do Together, mas acho que devia dar na mesma 1 minuto de atenção porque o projeto realizou um ano de existência! Eu só apareci mais tarde mas fico super feliz por fazer parte dele e é sempre divertido participar nos posts mensais; são sempre muito originais e ajudam-me muito quando estou sem ideias para o que escrever. Se não fazem parte do projeto mas estão interessados, cliquem aqui.

Mas agora falando do post; hoje queria falar de algo que comprei recentemente com o meu irmão. É a sequela de um jogo que já foi lançado à uns anos, da saga Ni No Kuni em 2013. Finalmente 5 anos depois temos o segundo jogo! Trata-se de um jogo de RPG de ação, desenvolvido pela Level 5 (conhecido por fazer os jogos de Professor Layton) e publicado pela Bandai Namco Entertainment. Como já tinha dito, o jogo é uma sequela de Ni no Kuni: Wrath of the White Witch (o primeiro jogo), e foi lançado para PlayStation 4 em meados de Março de 2018. Já este Maio foi vendido mais de 900000 cópias!

A sequela segue a história de Evan Pettiwhisker Tildrum, um jovem rei que foi usurpado do seu castelo e este decide criar o seu próprio reino. Enquanto os jogadores podem navegar livremente Evan ao longo do mundo do jogo, as outras personagens do grupo podem ser também controladas livremente nas batalhas. Durante essas batalhas, é possível usam habilidades mágicas e são ajudados por criaturas elementares conhecidas como "Higgledies", que são usadas para conjurar magias e conceder outros bónus de combate.

O 2º jogo acontece centenas de anos após os eventos do primeiro jogo de Ni no Kuni. O jogo começa no reino de Ding Dong Dell, que apresenta a raça Grimalkin, parecidas com gatos, e Mousekin, mais parecidos com ratos, que partilham uma história de animosidade. O reino é governado pela Casa de Tildrum, com o seu atual herdeiro, Evan, que se prepara para assumir o trono após a morte prematura do seu pai.

Além de Ding Dong Dell, o mundo está dividido entre outros três grandes reinos: Goldpaw, focado no jogo e turismo, governada pelos Dogfolk; Hydropolis, uma nação marinha isolada de sereias e humanos; e Broadleaf, uma nação industrial e altamente avançada formada por uma corporação que cresceu o suficiente para estabelecer a sua própria independência. O governante/rei/rainha de cada país tem um laço muito forte com um ser poderoso, conhecido como "Kingmaker". Esse laço é conhecido como "Kingsbond", e não apenas atua como prova de autoridade, mas também para proteger o respetivo país e a sua população de quaisquer danos. Esse laço só pode ser quebrado entre o ser e o criador se este morrer, ou é forçosamente roubado.

Os dois protagonistas principais desta história são então Evan Pettiwhisker Tildrum, filho e herdeiro legítimo de Ding Dong Dell, e Roland Crane, (isto vai soar estranho mas a história é mesmo assim haha) presidente de uma nação sem nome da Terra, que foi transportado para o mundo de Ni No Kuni mas na aparência da sua idade mais jovem. Roland torna-se amido de Evan e o seu companheiro leal. No resto do grupo também inclui Tani, uma rapariga com idade próxima de Evan e o seu pai Batu, que é líder de uma tribo de piratas do céu; Leander, um jovem que é o conselheiro da Rainha Nerea de Hydropolis; e Bracken Meadows, uma jovem que é conhecida por ser uma grande engenheira e um dos fundadores da Broadleaf.

O jogo é super colorido e acho que houve uma grande melhoria comparado com o segundo. Ainda mal comecei o jogo e já estou absolutamente rendida. As personagens são muito diversificadas e desta vez há imensas coisas novas que podemos explorar (construção de reinos, batalhas com exércitos, etc). Acho que toda a gente devia experimentar, e aconselho mais se forem fãs da Studio Ghibli; é fácil reparar que a arte é de lá, o que torna apenas o jogo mais rico na minha opinião. Tive a sorte de encontrar a edição especial e limitada a metade do preço (a caixa com tudo custa 150€ e eu encontrei a 80€!!), por isso comprei a metades com o meu irmão e estamos a jogar juntos. A edição especial vem com um disco vinyl, uma art book, uma caixa especial para o CD, e uma grande caixa de música com a música principal do jogo! É super detalhada e linda! Infelizmente não tirei muitas fotos, mas deixo-vos aqui um vídeo para terem ideia de como é.

(e aqui em baixo têm o vídeo da caixa de edição especial "King's Edition")

Sem comentários:

Enviar um comentário

♥ Vais comentar? Obrigada!
Quantos mais comentários o blog tiver, mais interessante e único ele fica; por isso agradeço imenso: Expressem a vossa opinião à vontade! Mas existem regras para cumprir.


→ Nada de comentários impróprios e desrespeitosos;
→ Também não é permitido comentários de spam;
→ Não enviar comentários a falar mal de alguém;
→ Comentários grandes ou pequenos, são sempre bem-vindos!

☾ Por favor respeitem as regras ou o comentário será eleminado ☽

Eu costumo responder a todos os comentários, por isso de vez em quando devem voltar para ver a resposta. Obrigada! ♥