19 de fevereiro de 2018

「 Como assim a caminho dos 2O? 」•*˚⁺

Então xuxus??
Espero que tenham tido um ótimo fim-de-semana!

E para variar este post não é nada do que tinha falado do anterior sobre as novidades todas que queria falar, mas sim mais um desabafo. Antes de começar esta minha introspeção, quero avisar que criei um novo instagram focado nos meus gostos, em fotografia e também fotos de mim mesma claro! É @melinverse (infelizmente o username "@meluniverse" já tinha dono, mas Mel Inverse também gosto porque é uma homenagem a uma das minhas personagens preferias, Lina Inverse).

Se há coisa que dou conta é que estou a chegar aos 20. Pode parecer um pensamento pouco ridículo. "E depois?" bem pensa a maioria, afinal é só mais um ano das nossas vidas. Se calhar há gente que já passou pelo mesmo, mas 20 não é só um número. Acabaram-se aqueles anos de "teenager", já não é sixteen, nem seventeen. É 20. É uma idade complicada porque é uma transição grande. Já começas a ser considerada uma adulta a sério, claro que a partir dos 18 já és adulta por lei, mas conscientemente ainda te sentes na fase dos 16/17 anos e não existe muito aquela noção de "Ei, já sou maior de idade". Isto é apenas uma realidade que cai em cima de mim, tudo isto porque recentemente fui a uma festa de aniversário de uma amiga minha, que estava a festejar os 20 anos. Ainda me lembro da festa de anos dessa mesma amiga quando ela fez 17; o tempo passou demasiado rápido.

Não me considero preguiçosa, mas sinto que sou totalmente dependente da minha família, e sinto-me estranha por já ter 19 a caminho dos 20 sem saber cozinhar muita coisa, sem saber dobrar a roupa direito ou ter os meus problemas de ansiedade a falar com pessoas estranhas. Ou até mesmo ir ao médico e tratar de papelada, sinto que sou incapaz de fazer essas coisas fundamentais da vida e essenciais sem a presença dos meus pais. Daqui a 5/6 anos (espero eu) vou estar a trabalhar e ter a minha própria casa... e eu fico em choque a pensar nestas coisas. Sinto que esta sensação de conforto vai terminar num ápice e o número 20 assusta-me, é como se fosse um check-point da vida a dizer-me "Olha, vai-te preparando!". Estranho? Talvez. Se sou a única? Provável. Às vezes desejava mesmo voltar a ter 16 anos, voltar a repetir o secundário e só pensar nos exames finais em vez de pensar em futuro trabalho ou problemas de vida.

Acabaram-se aquelas perguntas do "quem sou, quem quero ser?" agora é "vou fazer isto, seguir isto" e para mim isso é simplesmente aterrador porque sou uma pessoa bastante lenta e gosto de fazer as coisas com calma relativamente a um indivíduo normal. Mas enfim, só vou ter que pensar nesse número dia 1 de outubro, mas o pensamento volta sempre quando me deito na cama para adormecer todas as noites.

Foi um post pequeno, mas é só para aquecer um pouco as coisas (uwu).
Espero que comecem bem a semana amores!
(Peço desculpa por algumas frases provavelmente incoerentes, vou ser honesta, escrevi um bocadito a correr haha)

1 comentário:

  1. Oi Mel, gostei muuuuito da tua postagem, os 20 com toda certeza é aterrorizante, eu também sou o tipo que gosta de fazer as coisas com calma sem pressão e infelizmente a sociedade tem colocado uma pressão enorme, e os pais, estou com 22, e não é como se tivessemos que correr, apenas viver o presente :)

    Yeah, Dream High!

    ResponderEliminar

♥ Vais comentar? Obrigada!
Quantos mais comentários o blog tiver, mais interessante e único ele fica; por isso agradeço imenso: Expressem a vossa opinião à vontade! Mas existem regras para cumprir.


→ Nada de comentários impróprios e desrespeitosos;
→ Também não é permitido comentários de spam;
→ Não enviar comentários a falar mal de alguém;
→ Comentários grandes ou pequenos, são sempre bem-vindos!

☾ Por favor respeitem as regras ou o comentário será eleminado ☽

Eu costumo responder a todos os comentários, por isso de vez em quando devem voltar para ver a resposta. Obrigada! ♥