3 de setembro de 2017

君の名は。– ʏᴏᴜʀ ɴᴀᴍᴇ.

Olás! E então como vão?
Vim falar da minha grande experiência com este incrível filme.

"Kimi no na wa", ou mais conhecido por "Your Name" é um filme de anime, realizado e escrito por Makoto Shinkai; também conhecido por outros trabalhos como "5 centimeters per seconds" e "Garden of Words". Your name foi animado pelo estúdio CoMix Wave Films e distribuído pela Tōhō. Estreou no Japão em 26 de Agosto de 2016. Fiz este post de maneira a não dar qualquer spoiler, por isso quem não viu pode estar à vontade para ler.

Quase de certeza que já ouviram falar deste filme; caso não tenham, de certeza que já ouviram alguém mencioná-lo. Tornou-se bastante popular no ano passado... não só no Japão mas sim, mundialmente. Isso, leram bem. Fora do Japão o filme recebeu imensas reviews positivas; e para ficarem espantados aqui ficam com uma ideia do quão famoso este filme se tornou:
"Kimi no Na wa tornou-se o filme com mais lucro de bilheteira, a nível mundial, ultrapassando assim Spirited Away (A Viagem de Chihiro) de Hayao Miyazaki. De acordo com o website Box Office Mojo, o filme de Makoto Shinkai amealhou um total de cerca de 262 milhões de euros, em todo o globo, batendo os 257 milhões de euros de Spirited Away. (...) estes valores fazem de Kimi no Na wa o quarto filme mais lucrativo de todos os tempos no Japão, o segundo filme Japonês mais lucrativo, e como referimos, o segundo filme anime mais lucrativo." - [source
Caso ainda não estejam convencidos, recordo-vos que a Viagem de Chihiro ganhou o óscar de melhor animação em 2003; imaginem então o que é Your Name ultrapassar Spirited Away.

Mitsuha, uma rapariga que mora na cidade de Itomori, na região montanhosa de Hida, no Japão, está entediada com a vida no campo e desejava ser um rapaz giro na cidade de Tóquio. Entretanto, Taki é um rapaz que mora em Tóquio, e inexplicavelmente estes dois jovens começam a mudar de corpo intermitentemente. Eles apercebem-se que isso não é um sonho quando os seus amigos e familiares dizem que eles agiram estranhamente recentemente. Eles então começam a comunicar entre si, deixando notas no caderno de Mitsuha e lembretes no telefone de Taki, e assim intervindo na vida um do outro.

Soube deste filme quando saiu. Infelizmente em Portugal não passam estes filmes (passam os da Studio Ghibli nos cinemas, mas nem todos...), ou seja, tinha que esperar um ano para ver o filme em condições aka blu-ray. Mas reparei na "hype" toda que o filme estava a receber. Pessoalmente sou grande fã dos visuais de Makoto Shinkay mas sempre achei a maioria das histórias dele um pouco "paradas" ou até mesmo confusas; acabo sempre por ver as obras dele e sinto-me meio satisfeita e insatisfeita. 

Quando o download do filme estava disponível muitos amigos meus foram ver logo, eu nessa altura estava em férias no Algarve e então não tinha qualquer tipo de acesso ao filme; só consegui vê-lo quando voltei para casa. Mas toda a gente dizia o mesmo "este filme é uma obra-prima, vai já ver". Bom, lá arranjei uma posição confortável na cama e coloquei o filme no play. Escusado será dizer que tinha expectativas altas e não fiquei minimamente desiludida.

O Bom:
1. Primeiro, a animação. Sinceramente foi a melhor parte do filme. Claro que todos já estavão preparados para esta incrível, magnífica e linda animação, mas nunca deixa de surpreender, as vistas e os detalhes estão todos presentes e tornam o filme visualmente apelativo e eu acho que nunca senti os meus olhos tão felizes (haha).

2. A banda sonora também foi um excelente trabalho. Quanto à abertura não achei nada de especial, mas a som durante o filme também era incrível; não acho que seja possível compará-lo com as músicas de Studio Ghibli (para mim a Ghibli vence sempre na música). Mas digo que a música foi muito bem feita para cada cena do filme e encaixava na perfeição.

3. A história não é difícil de se compreender. Eu esperava um simples "jovens que trocam de corpo e conhecem-se" cliché; felizmente não é apenas o típico cliché e há mais por descobrir. Embora haja alguns momentos que o filme pareça confuso tudo é esclarecido lentamente, deixando o espectador esperando por mais.

4. As personagens (na minha honesta opinião) parecem simples e típicas, no entanto notei que estavam a crescer em mim e acabei por considerá-las interessantes durante o filme. Se calhar era porque nas alturas em que Mitsuha e Taki se interagiam tornavam a história ainda mais interessante e a sua relação florescia a cada interação que estes tinham. 

O Mau: 
1. O timing. Óbvio como se trata de um filme de quase 2h as coisas são sempre mais apressadas que uma série de 24 episódios. Não é nada de muito grave mas nota-se na sequência em que as duas personagens principais se conhecem é um pouco apressado.

E então como é que eu concluo isto?
Embora alguns possam ser repelidos ou aborrecidos por segmentos que se sentem como manipulação emocional - especialmente quando se considera a filmografia dos filmes de Shinkai - "Kimi no Na wa" conseguiu entregar uma experiência incrível, completa com magníficas cenas de risos e drama. Este filme - o ponto culminante da habilidade de Shinkai em explorar os aspectos melancólicos do amor e da distância, é apenas uma lição sobre o valor de encontrar a felicidade através de uma determinação inabalável, iniciativa e superação de dúvida e hesitação. ★★★★★

" I came to see you. It wasn't easy because you were so far away. "
- Taki Tachibana

2 comentários:

  1. Acabei de mandar essa resenha pra uma amiga. Já é a 3ª vez que alguém me indica esse filme de alguma forma, e quando tentei ver, a legenda estava com problema, coisas assim, e não consegui. Bom saber que saiu blu-ray pra eu conferir!
    Também fico confusa com os plots desse cara - odiei como terminou 5 cm por segundo, senti que passei horas vendo aquilo pra nada, e tudo é meio confuso pra mim. Feliz em saber que não fui a única! Mas se o plot de Kimi no Na wa é mais coeso, já sinto que saí ganhando antes mesmo de ver! uwu/
    Gostei da resenha, achei que abordou os pontos interessantes sem revelar nada do enredo - o que pra mim é 100% de sucesso!

    Respondendo seu comment, NÃO CREIO QUE VOCÊ É DA TRUPE DO FF.NET????? Eu aprendi a ler fanfics por lá! Nunca usei nenhum dos serviços brasileiros (tipo Nyah! ou Spirit) e me achava toda deslocada e diferentona por causa disso, hahaha! Bons tempos de ler song-fic no FF, até publiquei umas por lá! XD

    Obrigadíssima pelo seu comment lá no blog, Mel! <3 Beijinhos!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ainda bem que não sou a única que acho as plots confusas haha; lembro-me de comentar com uma amiga minha sobre o 5cm per second e como eu não estava a perceber nada do que estava a acontecer :v e respondia-me "ah?? mas é tão simples!", sentia-me um pouco burra haha. Mas sim, em comparação com 5cm per second, Kimi No Na Wa é muito mais fácil perceber.

      Tentei não ser muito maçuda a fazer a resenha! Ainda bem que foi de fácil compreensão ♥♥♥

      SOU DA TRUPE FF.NET! Agora tou mais no Archive of Our Own, MAS QUASE TODOS OS CLÁSSICOS TÃO NO FF.NET! Hei de dar uma vista de olhos às minhas song-fics favoritas haha. A sério que publicaste algumas??? >u> hmm, tens que partilhar!

      De nada, obrigada eu pelo teu comentário! Beijinhos! ♥

      Eliminar

♥ Vais comentar? Obrigada!
Quantos mais comentários o blog tiver, mais interessante e único ele fica; por isso agradeço imenso: Expressem a vossa opinião à vontade! Mas existem regras para cumprir.


→ Nada de comentários impróprios e desrespeitosos;
→ Também não é permitido comentários de spam;
→ Não enviar comentários a falar mal de alguém;
→ Comentários grandes ou pequenos, são sempre bem-vindos!

☾ Por favor respeitem as regras ou o comentário será eleminado ☽

Eu costumo responder a todos os comentários, por isso de vez em quando devem voltar para ver a resposta. Obrigada! ♥